arraste para o lado para ver mais fotos
Antonio Lopes - Crônica 367 – Corpo e Mente em Equilíbrio

A ansiedade não tratada pode alcançar um estágio com sintomas não só psíquicos, mas também físicos. Alguns sintomas mais comuns como agitação, tensões, medos inexplicáveis, preocupações constantes com o dinheiro, com a família e com o futuro, alterações no humor, sono prejudicado, distúrbios alimentares, alcoolismo e vazio existencial geralmente estão relacionados ao estilo de vida e à manifestação de doenças somáticas. O corpo e a mente se desequilibram, alterando o bem-estar da pessoa.

A convivência crônica com conflitos familiares, principalmente entre o casal, desencadeia sintomas complicados de enxaqueca, fibromialgia e insônia, permanecendo a sensação inconsciente de que algo irá acontecer, produzindo alteração na atividade neuronal. Parece que se desenvolve um verdadeiro curto-circuito no cérebro. A excessiva atividade no trabalho, sem satisfação pessoal com recompensa de reconhecimento, também conduz ao estresse. A compulsão por comida se torna incontrolável, contribuindo para a obesidade que prejudica a qualidade de vida, baixando a autoestima por não gostar do que vê no espelho.

Ataques à geladeira, aos hambúrgueres com catchup, maionese, pizzas, pães, doces, refrigerantes, cervejas e tantas outras delícias proporcionam prazer momentâneo e, logo a seguir, vem o sentimento de culpa por ter exagerado e não conseguir controlar o apetite voraz. O mais grave é que essa farra alimentar acontece à noite e logo depois vem o sono, não havendo atividade para queimar o excesso de calorias, que fatalmente se transforma em gordura. Alguns reagem ao contrário, perdendo temporariamente o paladar e não se alimentam. É comum o relaxamento com os cuidados pessoais e desatenção com a higiene.

A maratona com os médicos parece não ter fim e os diagnósticos conturbam ainda mais a mente da pessoa, que geralmente tem aversão a remédios e não segue um tratamento adequado. Assim se potencializa a ansiedade, que conforme a Organização Mundial da Saúde – OMS, atinge aproximadamente 20% da população brasileira. Portanto, resolver a causa da ansiedade passa a ser a melhor forma para alcançar o equilíbrio para dominar a inteligência emocional necessária para um corpo saudável.

Desenvolver atividade física de baixo impacto e de bom relaxamento mental contribuirá para uma vida livre de doenças somatizadas. Organizar os compromissos, eliminando os que tomam tempo e provocam desgaste sem trazer resultados benéficos é o caminho para a redução da ansiedade. Buscar uma alimentação orientada por profissional em nutrição e terapias de psicanálise produzem excelentes resultados para se alcançar um corpo e mente equilibrados. Aprender a controlar o dinheiro, eliminando dívidas e conseguir formar uma reserva traz a sensação maravilhosa de competência e harmonia.

Dormir o mínimo de seis a sete horas por dia, tomar água de acordo com sua massa corpórea e se permitir bons momentos de descanso, num ambiente agradável, muito contribui para Corpo e Mente em Equilíbrio.



Crônica anterior          /          Página inicial          /          Crônica seguinte




Diversos Há 1 ano