arraste para o lado para ver mais fotos
Antonio Lopes - Crônica 366 - Resolução dos conflitos

Agir pela emoção é natural das pessoas que não desenvolvem a capacidade para lidar com as adversidades. Superar as emoções é ter uma boa Inteligência Emocional, solucionar conflitos pessoais conhecendo um pouco mais sobre o seu temperamento, personalidade, caráter e aprender a utilizar ferramentas mentais para mudar sua vida com atitudes harmônicas com o meio em que está inserido.

Sem querer, agimos e “chutamos o pau da barraca”. Depois, dizemos “estar de cabeça quente”. Mas aí já é tarde, a ação já está feita, e nem sempre pedir desculpas irá resolver. O sentimento fica incomodando por ter errado, por ser culpado. O importante é identificar a causa que estimulou o ato insensato e, para isso, é necessário desenvolver a humildade para ouvir alguns desaforos e identificar o que o está afetando. A causa de um ato impensado é oriunda de um afeto. Quando falamos em afeto entendemos que também há os afetos que estimulam o carinho, a amizade, o amor e a paixão.

Quando o afeto é de humilhação, com palavras que agem na Inteligência Emocional, pensamentos de raiva – com agressividade – são criados, conflitando sua própria existência. As dúvidas pessoais sobre o que fazer na vida afetam e colocam o indivíduo em choque interno. Não se encontra satisfação pessoal, não se consegue realização e, assim, surge uma baixa da autoestima sem que consigamos identificar o porquê.

As pulsões em busca do prazer vêm do inconsciente que, com grande energia, induz o ego a satisfazer seus desejos, sem medir consequências. Como resultado, conflitos e mais conflitos.

As dúvidas e acidentes com a sexualidade se manifestam; pensamentos suicidas; desejo de matar, de abandonar tudo e fugir para um local onde não haja afetos ocupam a mente, que fica sem rumo e agoniza por não conseguir resolver e eliminar os achaques destrutivos que a atormentam, reduzindo a capacidade de adquirir uma conduta adequada.

Quando em estado de emoção devido a algum afeto, não tomar nenhuma decisão e acreditar que isso também passará, permitirá a melhor solução para qualquer acontecimento. O Ser humano tem o privilégio de se dominar e raciocinar para soluções a seu favor e, quando não o faz, age simplesmente por instinto, irracional.

A resolução dos conflitos é o caminho para uma vida saudável, mesmo que às vezes seja necessário correr o risco de perdas morais e financeiras. Com a vida bem resolvida se adquire a liberdade de Ser! É preciso humildade para ouvir e aprender e sabedoria para admitir que é 100% Humano.



Crônica anterior          /          Página inicial          /          Crônica seguinte




Diversos Há 1 ano