arraste para o lado para ver mais fotos
Antonio Lopes - Crônica 335 - Entendendo as Psiques

É comum a dúvida popular sobre o que é a psicanálise, psicologia, psiquiatria, parapsicologia. Além disso, dizem que psicanalista é médico de louco. Vamos inicialmente entender a origem das palavras.

Psique. Vem da mitologia grega como uma divindade que representa a personificação da alma. Em obras de arte, a psique é representada como uma donzela com asas de borboleta, numa simbologia que depois de uma vida rastejante como uma lagarta, flutua e voa ao sabor do vento, se transformando numa beleza que adorna a primavera. Psique cresceu e se casou com Eros (deus do amor) e com isso despertou a ira de Afrodite, deusa da sexualidade, mãe de Eros. Psique habita todos os seres humanos, é a mente onde se produzem as fantasias e conflitos da existência.

Psiquiatria. Vem do grego “Psyché” mais “Látros”, que significa o que cura: médico. É uma especialidade da Medicina na prevenção, diagnóstico e tratamento dos sofrimentos mentais orgânicos ou funcionais, com manifestação de transtornos mentais. Cuida das patologias mentais e psicoses, utilizando de alopatia psiquiátrica e psicoterapias diversas.

Psicologia. Deriva das palavras gregas “Psyché" (alma, espírito) e “Logos” (estudo, razão, compreensão). Psicologia poderia ser compreendida, então, como o "estudo da alma" ou a "compreensão da alma". É o estudo científico dos processos mentais e do comportamento do ser humano e as suas interações com o ambiente físico e social.

Parapsicologia. Vem do grego “psycho”, “alma” ou “atividade mental” e “apresentar”, tratado, estudo. Disciplina pseudocientífica que estuda fenômenos paranormais como percepção extrassensorial, telecinese, telepatia, precognição, clarividência e experiências extracorporais. Parapsicologia é considerada uma pseudociência pela comunidade científica, pois a própria existência do paranormal não é cientificamente demonstrável.

Psicanálise. Significa análise da psique - Ciência que estuda o inconsciente, sonhos e a origem dos conflitos mentais, criada por Sigmund Freud em 1895. Ele defendeu a noção que a psique humana está dividida em três partes: id (inconsciente), ego (consciente) e superego (ambiente, valores internos, censura, leis, sociedade). O id (inconsciente) é a maior parte da psique humana, onde habitam as mais variadas formas de sentimento por recalques, desejos reprimidos, afetos de relacionamentos e de sobrevivência. O id está sempre em busca da satisfação dos seus desejos produzindo uma energia inesgotável para a realização do prazer. O ego (Eu) procura atender as demandas do id, mas é censurado pelo superego que proíbe, critica, julga e resulta em desequilíbrio dos pensamentos, resultando esse grande conflito em sofrimento e desorientação de vida. Na Psicanálise, se busca encontrar a causa para que o ego consiga vencer e equilibrar as duas forças emocionais, para se livrar das neuroses que são verdadeiras afecções mentais. A Psicanálise traz a cura pela palavra, o desenvolvimento do equilibro pessoal, assim podemos nos conhecer melhor e logo teremos uma vida mais equilibrada e livre de muitas doenças da contemporaneidade.

Há situações em que um tratamento multidisciplinar: Psicanálise, Psiquiatria e Psicologia contribui na eliminação dos afetos geradores de angústias, ansiedade, depressão, insegurança e tantas outras mazelas que prejudicam a qualidade de vida da pessoa. Uma afecção mental precisa ser considerada como uma doença, que pode ser tratada e eliminada.



Crônica anterior        /         Página inicial         /        Crônica seguinte




Diversos Há 2 anos