arraste para o lado para ver mais fotos
Antonio Lopes - Crônica 348 - A Páscoa no mundo

Mais significativa para católicos, evangélicos e ortodoxos, a Páscoa apresenta diferenças na forma de comemorar e geralmente significa a ressureição de Jesus Cristo. Tem como significante a dor e a alegria, a vitória sobre a morte, do bem sobre o mal, da felicidade sobre a tristeza.

Para os cristãos espíritas significa a renovação de si mesmo, na melhoria da pessoa e na evolução espiritual. Para os judeus, um rito do mundo pastoril ligado à passagem do inverno para a primavera. Na história dos hebreus, significa a libertação do povo da escravidão do Egito, quando recebem os Dez Mandamentos e atravessam o deserto até a Terra Prometida, abandonando o conceito de escravo para aprenderem a ser livres.

No Japão, a maioria nem faz ideia de sua existência. Para os mulçumanos ela não existe, pois, o Alcorão Sagrado revela que Jesus jamais morreu. O coelho representa a fertilidade, o nascimento e a esperança de vida e o ovo é considerado como símbolo do nascimento.

Após pesquisar sobre a Páscoa no mundo, ainda sem considerar outras sociedades com crenças e costumes variados e diferentes do ocidente, poderemos pensar que temos muito a aprender, que nada sabemos sobre nós mesmos e, talvez, procurar desenvolver um olhar para o nosso interior e iluminar nossa mente para um melhor sentido da vida.

O congraçamento entre as pessoas proporciona o desenvolvimento de relacionamentos harmônicos, desde que estejamos em paz com nossa consciência, seja qual for a sua escolha de ser na sociedade e na família.

A Páscoa tem como significante a passagem das trevas para as luzes e a palavra Páscoa, do hebreu ‘peschad’, grego ‘paskha’ e latim ‘pache’, significa passagem.

Talvez possamos entender que a Páscoa é uma renovação e que podemos aperfeiçoar a maneira de viver libertando nossos valores pessoais, respeitando os outros como eles são, que cada um tem sua escolha, buscando esclarecimentos sobre a razão da existência e comemorando, sempre, a oportunidade que a vida nos oferece. Se um ovo se quebra por força externa, a vida termina, mas quando se quebra pela força de dentro a beleza da vida se manifesta. As grandes mudanças começam de dentro para fora e refletem sobre as pessoas que também podem mudar para viver melhor.



Crônica anterior        /         Página inicial         /        Crônica seguinte




Diversos Há 2 anos