arraste para o lado para ver mais fotos
Antonio Lopes - Crônica 409 - Temperamentos

Agimos sem pensar manifestando pulsões internas que podem ser agressivas e liberam conteúdos que fogem do nosso controle, afetando relacionamentos, tomadas de decisões inadequadas, com resultados desagradáveis e prejudiciais. Sensações variadas de raiva, com desejo momentâneo de tudo abandonar, chutar o balde, fugir para algum lugar, tomar atitudes que geram ações prejudiciais, agredindo pessoas que amamos com colocações indevidas num determinado momento e depois não adianta chorar pelo leite derramado.

Injuriamos e esbravejamos como um escapamento furado que polui a nossa alma com pensamentos sem controle que nos tiram a capacidade de analisar e compreender determinadas situações. São pulsões que se manifestam em função do temperamento de cada um, do qual poucos tem consciência do que podem destruir por não controlar suas emoções.

Temperamento é inato de cada pessoa, significa “medida”. É genético e influenciado pelo meio existencial de cada um, onde se absorve conteúdos culturais de modelos de ser. É da natureza humana e tem relação com a intensidade dos afetos psíquicos, da estrutura do humor e motivação e é uma maneira interna que temos de agir espontaneamente, como se detona uma bomba ao picotar a espoleta da cápsula. Resumidamente veremos os quatro tipos identificados; Sanguíneo, Melancólico, colérico e fleumático.

Temperamento colérico é ardente, vivaz, voluntarioso e prático. Decidido, teimoso, independente e age sem medir riscos. Facilmente lidera e não cede a pressões. É firme nas suas ações, não vê armadilhas na sua trajetória e com facilidade assume decisões. Não tem medo de situações difíceis nem de desafios, pois acredita que sempre vai dar conta e não esmorece com as dificuldades. Impetuoso, vingativo e amargo. Sarcástico e mordaz faz ofensas grosseiras e refinadas. É exigente, cheio de argumentos e não ouve o outro. As coisas tem que ser feitas de acordo com sua vontade. Elevada capacidade de liderança, perseverante, concentrado, eficaz e inteligência brilhante.

Temperamento Fleumático, frio, calmo, equilibrado, descompromissado, habilidoso em conciliações, cumpridor dos deveres, capacidade de liderança e não se abala facilmente. Ouve as pessoas sem interferir, cumpridor de horários. Altruísta, precisa de atividades constantes, amoroso e flexível. Prático, bem-humorado, leal e eficiente, tem a possibilidade de uma vida mais longa por saber se livrar dos estresses. Diplomata, administrador, fácil de tratar e bem equilibrado. Sente muito mais emoção do que aparenta, aprecia as belas artes e as melhores coisas da vida.

Temperamento Sanguíneo, cordial, eufórico, vigoroso e receptivo, toma suas decisões pelos sentimentos e não pelos pensamentos ponderados. Geralmente contagia o ambiente com sua presença e aprecia o convívio social tornando-se alvo de inveja dos mais tímidos. Bons vendedores, professores, conferencistas, atores, pregadores a até bons chefes. Entusiasta, simpático, companheiro, compreensível, volúvel, impulsivo, barulhento, inseguro, medroso.

Temperamento Melancólico, analítico, abnegado e perfeccionista. Introvertido por natureza, mas as vezes é levado por seu ânimo a ser extrovertido. É amigo fiel, mas não faz amigo facilmente, por ser desconfiado. Habilidoso, delicado, leal idealista, minucioso, egoísta, pessimista, confuso, antissocial e intromete-se onde não deve. Gasta tempo com atividades indevidas, tem aversão as pessoas com ponto de vista diferente do seu. Aptidão para tarefas minuciosas ou de improvisação rápida e tem muita intuição. Não aprecia automatismos, pois a monotonia o aborrece. Espírito complicado que vai por atalhos com reações vivas e rápidas.

Recebemos uma herança genética e condicional do nosso meio originário que nos aprisionam. Podemos aprender a cortar as âncoras que nos prendem aos afetos recalcados, entendendo que é possível vencer a Síndrome de Grabrielaeu nasci assim, cresci assim e vou morrer assim”, pois temos a capacidade de dominar as forças instintuais que atrapalham nosso desenvolvimento, buscando aprimorar a Inteligência Emocional, aceitando que tudo isso é 100% humano, mas podemos ser cada vez mais humanos. É conhecer a si mesmo e escolher o que cada um quer ser.



Crônica anterior        /         Página inicial         /        Crônica seguinte




Diversos Há 1 ano