arraste para o lado para ver mais fotos
23º Festival de Música de Itajaí encerra com público estimado de 8,5 mil pessoas

Mostra de videoclipes e shows regionais marcaram o último dia do evento

Durante nove dias as atrações da 23ª edição do Festival de Música de Itajaí movimentou os artistas e público da cidade. O evento foi realizado de maneira virtual, por conta da pandemia, e o novo formato permitiu que as oficinas formativas, painéis e shows ocorressem envolvendo um público estimado de 8,5 mil pessoas. Apresentações dos artistas regionais Bárbara Damásio, A Corda em Si e o duo Giana Cervi e Vê Domingos encerraram, no sábado (11), o festival de maneira marcante.


A transmissão de shows nacionais e regionais nos canais do YouTube do Município de Itajaí (youtube.com/municipiodeitajai) e da Fundação Cultural de Itajaí (youtube.com/fundacaoculturaldeitajai) foi a maneira escolhida para conectar os artistas com o público. Ao todo, foram mais de 8 mil visualizações nas transmissões do Festival, que renderam 363 novos inscritos no canal da Fundação Cultural. Quanto ao público, 56,9% se identifica como do sexo masculino e 43,1% feminino, sendo ainda a maior parte do público formada por adultos de 35 a 44 anos (35,2%).

Ao todo, foram 17 shows regionais gravados no Teatro Municipal de Itajaí com produção realizada especialmente para o Festival. Tiveram também quatro apresentações nacionais de artistas como 14 Bis, Salomão Soares e Vanessa Moreno, André Mehmari e Danilo Brito, e o Duo Gisbranco. Para ampliar ainda mais os artistas recebidos, a organização selecionou 10 videoclipes de artistas regionais para serem exibidos antes dos shows, em dias alternados.


Além das transmissões das apresentações, a novidade desta edição foram quatro painéis que trouxeram convidados do Brasil todo para discutir temas relevantes a todos os músicos, produtores e gestores culturais. Empreendedorismo, direito autoral, festivais e as novas tendências do mundo da música foram os assuntos dos debates, que tiveram como objetivo aproximar os artistas das tecnologias disponíveis.

As tradicionais oficinas do Festival, também foram realizadas de maneira virtual, isso permitiu que artistas de diferentes regiões participassem das 18 oficinas oferecidas, ampliando o alcance do Festival. No total, foram 320 inscrições, com participantes de 80 cidades diferentes, alguns até de fora do Brasil.

O 23º Festival de Música é uma realização da Fundação Cultural e Município de Itajaí, em parceria com o Conservatório de Música Popular de Itajaí Carlinhos Niehues e a Câmara Setorial de Música de Itajaí, vinculada ao Conselho Municipal de Políticas Culturais. Esta edição contou ainda com o apoio do TUM Sound Festival e da Feira Internacional da Música do Sul (FIMS).

Notícia retirada do site da Prefeitura Municipal de Itajaí
Créditos foto:




Notícias Há 7 dias